Archive of ‘Inspiração’ category

Você Conhece o Salto Embutido?

capa

Quem não gosta de se sentir mais alta? O salto alto nos dá ideia de poder, sedução, beleza e feminilidade. E se pudessemos aliar o tão querido salto com o conforto, que é essencial? A solução do problema é o salto embutido, que já é uma proposta antiga, bem conhecida de todas as mulheres. Apareceu primeiro com os famosos sneakers na temporada de 2012 e se tornou favorito, porque nos fazia ficar mais altas e era super confortável.

Sneakers1

 Imagem

A Constance traz, nessa temportada de Outono/Inverno 2015, essa proposta em dois modelos diferentes:

Processed with VSCOcam with c1 preset

Esse, nas cores preta e wisky.

Processed with VSCOcam with g3 preset

esse, nas cores preta e café!

A bota com salto embutido faz com que a gente ganhe 09 centímetros (03 centímetros aparecendo e 06 centímetros por dentro bota) , aliando beleza e muito conforto.

923a7880730df071e4934362cca46933

Imagem

O salto de 03 centímetros é grosso e emborrachado (gerando ainda mais conforto, além de ser antiderrapante), nos deixando elegantes. Sua estrutura interna de mais 06 centímetros faz com que a gente pareça bem mais alta, sem cansar os pés. Sonho. Isso tudo sem contar a estrutura externa da bota, que é toda de couro, cano baixinho, super moderna e estilosa. Dá pra montar vários looks legais!

Beijos.
Isa

Gostou? Cadastre-se na nossa Fashion News!

Receba as novidades, tendências e apostas da Constance no seu email!

Over the Knee: A Mania do Inverno 2015

Quem não se lembra das botas acima do joelho de Julia Roberts em “Uma Linda Mulher”? Clássico dos anos 90, esse estilo despertou o desejo das antenadas da época. Conhecida como Over the Knee (ou OTK e que significa “acima dos joelhos”, em inglês), esta bota, cujo cano é considerado super alto, é a nova queridinha do Outono/Inverno 2015.

Para ela, não existe uma forma correta de usar, nem um look, nem mesmo um padrão! A bota da estação pode cair bem em todos os moldes: altas, baixas, nas mais gordinhas e também nas mais magrinhas. É muito fácil de combinar e pode ser encontrada nesta coleção da Constance, em diferentes materiais e acabamentos (couro, tecido sintético, fivelas, bico fino, bico arredondado e camurça, por exemplo).

Para as mulheres que ainda se sentem intimidadas em usar a OTK, aqui vão algumas dicas: experimentar a bota para ter certeza que o modelo se adapta ao corpo; em alguns modelos, ela pode ficar um pouco enrrugada, mas não muito larga e muito menos “estrangulando” a panturrilha ou coxa. Essa bota tem uma proposta sensual, então deve haver um cuidado ao combinar com decotes e comprimentos muito curtos.

bota-over-the-knee-saias

Imagem

Para as baixinhas, indico um modelo com salto, para alongar as pernas e ganhar alguns centímetros a mais. E para todas as mulheres com as coxas grossas e curvilíneas, indico dar preferência aos modelos que não fazem muito volume nas pernas, nem com detalhes enrugados. O modelo ideal é o mais sequinho e aderente.

Para as mais curvilíneas, em especial, é bom apostar no monocromático da cintura para baixo. Isso faz com que a silhueta fique mais longilínea, ou seja, dá a sensação de estar mais alongada. Quanto mais tons de roupa próximos da cor da bota, mais interessante vai ficar o look. E para dar a sensação de um corpo ainda mais bonito, é bom abusar de casacos e jaquetas, que além de combinar com a bota, criam uma sensação visual mais fina.

simenão

A combinação é bem fácil de fazer: pode ser com calça skinny ou legging, saia curta, vestidos curtos, saias longas com fenda ou até mesmo meias-calças  de fio 180 preta. Para fazer o look menos sensual ou mais casual, é legal apostar em short jeans com suéter ou saia com camiseta. E, para fazer a linha glamourosa, a meia-calça com vestido curtinho. O importante é criar e fazer variações com esse modelo de bota que é super versátil.

Beijos.
Isa

Chanel Primavera/Verão PFW 2015

Untitled-1

A semana de moda em Paris está a todo vapor. Hoje (30) tivemos nada menos nada mais que a label preferida de muita celebridade desfilando na passarela do Grand Palais, a Chanel.

0

Diferente dos desfiles habituais, onde modelos famosas caminham pela passarela enquanto os sortudos admiram as roupas de alta costura, tivemos um desfile fora dos padrões (mais uma vez). Graças à criatividade do diretor criativo Karl Lagerfeld, a label reproduziu o Grands Boulevards de Paris (são avenidas que figuram na paisagem urbana da cidade francesa) e colocou suas lindíssimas modelos para invadirem a passarela.

Sim, elas literalmente “invadiram” a passarela com megafones e placas, tudo para simular um protesto a favor do feminismo.  As placas tinham dizeres como: “primeiro as mulheres”, “vote em Coco” e “seja seu próprio estilista”.

As modelos usavam roupas que são conhecidas do guarda roupa masculino, como terno e gravata, mas que devido ao toque especial da alta costura da Chanel e dos acessórios, fez com que os looks se transformassem em algo que qualquer mulher bem consigo mesma possa usar e se sentir feminina e sofisticada.

page foto: OGLOBO

2014-09-30t102806z_1082062783_pm1ea9u0y8m01_rtrmadp_3_france-fashion-chanelfoto: EGO

Duas modelos foram os destaques do desfile: a brasileira Gisele Bündchen e a britânica Cara Delevingne, que comandou o “protesto” com um megafone.

1 20 21 22 23 24